segunda-feira, 28 de junho de 2010

AMOR É ATO

AMOR É ATO
(Edolesia Andreazza)

A parte de mim
Que vive no coração
Aprendeu vivendo
Que mais que sentimento
Amor é ação


Amor que não se transforma em atos
É como lagarta
Que nunca se transformará em borboleta

Amor de palavras
Não é amor
É sombra moribunda
Habitando no limbo das ilusão

Porque palavras enganam
Atitudes provam
E os seres comprovam
Na dureza da realidade
O sentimento que trazem
Dentro dos corações

Pode passar um dia
Um ano
Uma vida...
Mas o verdadeiro amor
SEMPRE da provas claras
Da sua existência
(Ou não)
Através das ações de quem ama
(ou não)...

2 comentários:

Gília Oliveira disse...

Olá Edolesia,seu blog está lindo,
e seus poemas é uma delicia de ler,
sentimentos profundos,e como fica dificél escolher um,meus parabéns
sucesso!!
Gília

Edolesia Fontoura Andreazza disse...

:)
Obrigada Gilia!!
Sinta-se em casa, venha sempre!
bjxx de luxx